A Breve História da Rádio Efeito Coletivo na Rádio Viva Rio AM

A sad update 

Ontem, logo antes da gravação do programa 14, recebemos uma notícia que nos deixou bastante abalados: a Rádio Viva Rio vai sair do ar no dia 21 de fevereiro de 2005 à meia noite. Isso faz do Efeito Coletivo #14 o último programa a efetivamente ir ao ar no sentido radiofônico da palavra.

Eu pessoalmente ainda tinha alguma esperança de que fosse um boato, então fizemos (eu e Maurice) a gravação normalmente sem mencionar o fato e torcendo para que a notícia fosse desmentida hoje. Infelizmente isso não aconteceu, e o rádio carioca sofrerá uma grande perda. A Viva Rio era um dos poucos espaços com microfones realmente abertos e programas onde era possível ouvir músicas realmente novas fora do circuito do jabá. Pena.

De qualquer forma, o programa Rádio Efeito Coletivo vai continuar na internet. Para compensar a perda do espaço radiofônico, vamos passar a fazer o stream com qualidade maior (mp3 stereo em 64Kbits/s, em princípio). Esse stream pode ser captado sem problemas e sem interrupções em conexões de banda larga (mesmo as mais furrecas de 256 ou mesmo 128). Também vamos pesquisar uma maneira de fazer alguns programas ao vivo. Outras coisas podem mudar também, afinal agora não temos mais limite de tempo, horário ou número de edições.

Então, inaugurando a bodega, o último Efeito Coletivo a ser transmitido pela Radio Viva Rio já está disponível aqui, excepcionalmente antes de ir ao ar no rádio.

Leia abaixo o comunicado da ONG Viva Rio sobre o fim da rádio.

A Ong Viva Rio vem tornar público que, por motivos de força maior, está terminando a parceria com o Sistema Globo de Rádio e que as zero hora do dia 21 A Rádio Viva Rio estará saindo do ar. Nossos agradecimentos à direção do SGR, pois, graças a essa parceria, pudemos, nestes últimos dois anos e meio, levar ao ar 24 horas de programação.

Queremos agradecer a toda a equipe: programadores, operadores, estagiários, voluntários e a você amigo e amiga, nossos queridos ouvintes que, durante todo esse tempo, nos ajudaram a fazer da Rádio Viva Rio uma rádio diferente, preocupada com a cidadania, com os direitos humanos, com a informação ética, voltada para os reais interesses do nosso povo. Uma rádio com os microfones abertos para a participação das comunidades do nosso estado, dando voz aos sem voz, valorizando as rádios comunitárias, incluindo os excluídos da sociedade, sendo uma porta aberta para os novos talentos, para os talentos esquecidos pela chamada grande mídia. Uma rádio que fez da cultura nordestina, da moda de viola, da música jovem e do samba a sua raiz, valorizando o que há de mais fantástico na pluralidade cultural de nosso povo.

Nossos profundos agradecimentos a todos que direta ou indiretamente colaboraram para que pudéssemos, neste pouco tempo de existência, mostrar que é possível fazer uma rádio com e para o povo e a mostrar que, de fato, uma outra Rádio é possível!


(por Fabio Zero / Gerador Zero)

Leave a Reply


*